Curta a nossa página
Teresina
+29°C
14/06 18h17 2017 Você está aqui: Home / Saúde Fonte: Velho Monge Notícias Imprimir postagem

AUDIO: Estudante florianense se diz salva por um anjo anônimo – o “doador de sangue”

Depois de passar por um grande drama há quase dois meses, a estudante florianense de 17 anos de idade, Gabriella dos Santos e Silva, está se recuperando bem de uma cirurgia de urgência realizada no Hospital Getúlio Vargas, em Teresina.

Os médicos tiveram que retirar 10 centímetros do intestino da adolescente. A cirurgia foi no dia 9 de maio.  Ela já se encontra em casa no Bairro Sambaíba Nova, em Floriano, obedece a um tratamento rigoroso, com dieta específica mas, felizmente, segundo a sua mãe, o pior já passou. “Vamos retornar daqui há alguns dias ao HGV para novos exames. Mas ela já ganhou 2 quilos, está se recuperando bem e estuda em casa com o material que a escola manda” diz Dona Glória.

No dia 20 de abril, vários amigos, familiares e estudantes do IFPI estiveram envolvidos em uma campanha de doação de sangue que pudesse suprir a crise vivida por Gabriella que, naquele dia,  estava internada na Clinicor com um grave quadro de hemorragia e anemia.

A campanha se expandiu nas redes sociais e na imprensa local. Em apenas um dia, foram captadas mais de sessenta bolsas no Hemocentro de Floriano, o que foi essencial para salvar a vida da estudante.

Hoje, em contato com o nosso portal, Gabriella disse da sua gratidão à todos que se envolveram na campanha, especialmente para alguém que é como um anjo anônimo: o doador de sangue.

 

 

Com poucos dias após a campanha em prol de sangue para Gabriella, as bolsas arrecadadas foram essenciais também para salvar a vida do contador e ex-vereador de Floriano Gilberto Guerra.

Ele sofreu repentinamente uma hemorragia gástrica e, em estado grave, teve que receber três bolsas de sangue. Foi prontamente atendido pelos profissionais do SAMU e do HTN e, após os cuidados do médico Carlos Magno, já está com a saúde restabelecida.

Os dois casos são exemplos da importância da doação de sangue. Mesmo que o sangue doado não seja do mesmo tipo e não possa salvar alguém no momento da doação, outra pessoa, que possa ser receptora daquele tipo sanguíneo, será salva.

Os centros de captação de sangue geralmente fazem a permuta entre bolsas de tipos diferentes. Foi assim que uma campanha anterior, serviu para salvar uma vida que corria sério risco em data diferente.

Neste 14 de junho, Dia do Doador de Sangue, é importante lembrar que doar sangue é um dos maiores gestos de solidariedade do ser humano pois, geralmente, quem faz a doação, sabe apenas que está salvando vidas, sem saber quem se salvará.

Segundo o Ministério da Saúde, atualmente são coletadas no Brasil, cerca de 3,6 milhões de bolsas/ano, o que corresponde ao índice de 1,8% da população doando sangue. Embora o percentual esteja dentro dos parâmetros da Organização Mundial de Saúde (OMS), o Ministério da Saúde trabalha para aumentar este índice. O Ministério da Saúde reduziu a idade mínima de 18 para 16 anos (com autorização do responsável) e aumentou de 67 para 69 anos a idade máxima para doação de sangue no País.

Alguns estados como São Paulo e o Distrito Federal fornecem vantagens para os doadores regulares de sangue. Existem leis que isentam da taxa de inscrição os doadores de sangue que quiserem prestar concursos públicos realizados pela Administração Direta, Indireta, Fundações Públicas e Universidades Públicas do Estado.


Comentários

Atenção! Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião desta página, se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.